Universidades mostram suas pesquisas no Ericsson Research Day 17/05/2012

Universidades mostram suas pesquisas no Ericsson Research Day

A Ericsson realizou hoje o Ericsson Research Day, em São Paulo.

O evento contou com a participação de representantes dos principais parceiros de pesquisa da Ericsson no Brasil: Sérgio Queiroz, coordenador adjunto de Pesquisa para Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Tereza Carvalho, da Universidade de São Paulo; Djamel Sadok, da Universidade Federal do Pernambuco; Rodrigo Cavalcanti, da Universidade Federal do Ceará; e Marcos Salvador, gerente do CPqD.

O Ericsson Research Day é um encontro dos diferentes representantes da atividade de pesquisa técnico-científica no Brasil. Seu objetivo é estimular universidades, indústria, institutos de pesquisa e governo a discutir abertamente a relevância da cooperação empresa-universidade ao demonstrar resultados efetivos dessa colaboração em atividades de pesquisa no Brasil.

A Universidade de São Paulo apresentou iniciativas focadas em computação em nuvem, mostrando que com esse foco estuda os paradigmas de recursos computacionais em servidores remotos, que podem oferecer serviços de forma escalonável, segura e flexível para serem utilizados de forma transparente de qualquer lugar do mundo.

A cooperação da Ericsson com a Universidade de São Paulo teve início em 2000, e desde então a parceria já realizou pesquisas sobre Segurança em Redes, Redes Peer-To-Peer, Sensores sem Fio e Sustentabilidade em TIC. Para alavancar as discussões sobre a importância da conectividade, a Universidade Federal de Pernambuco demonstrou os trabalhos em projetos de Redes de Distribuição de Conteúdo, considerando o crescimento de usuários de banda larga e a relevância de possuir conectividade a qualquer hora e em qualquer lugar.

A cooperação da empresa com a Universidade Federal de Pernambuco existe desde 2004. Ainda no campo da conectividade, o CPqD também apresentou suas pesquisas voltadas para o futuro das redes de Comunicações Ópticas e Ethernet. O objetivo desses estudos, que já são realizados há mais de 12 anos em parceria com a Ericsson, é estimular o aprimoramento das redes banda larga de alta velocidade.

No quesito mobilidade, o Grupo de Pesquisa em Telecom sem Fio da Universidade Federal do Ceará revelou que concentra seus estudos nos elementos de conexão entre os dispositivos e a nuvem. Atualmente, as pesquisas focam novas tecnologias ainda não padronizadas para sistemas pós-LTE, obtendo uma oportunidade única para a academia cearense contribuir efetivamente para o futuro das telecomunicações.

Garantir a evolução da banda larga móvel é um dos principais objetivos da Ericsson com as atividades de pesquisa. As atividades de pesquisa da empresa têm foco em três pilares: mobilidade, banda larga e computação em nuvem. No Brasil, a empresa conta com mais de 375 profissionais focados em pesquisa e desenvolvimento.

(Fonte.: Ericsson)

siga nas redes sociais
 
VOLTAR
 
GTEL UFC © 2014. Todos os direitos reservados.