Ericsson realizará testes de 5G no Brasil em 2016 28/10/2015

Ericsson realizará testes de 5G no Brasil em 2016

A empresa sueca Ericsson anunciou que irá realizar seu primeiro teste de tecnologia móvel 5G no Brasil já no próximo ano. O anúncio, feito na última segunda-feira (19), durante visita da presidente Dilma Rousseff à sede da empresa, abre perspectiva de que tecnologias desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (Gtel), da Universidade Federal do Ceará, venham a ser analisadas já neste primeiro momento. O Gtel mantém parceria com a Ericsson no desenvolvimento do 5G há dois anos.
O 5G é a próxima etapa de desenvolvimento da telefonia móvel. Ele é um conjunto de tecnologias que promete criar uma rede de transmissão muito mais veloz e de melhor qualidade que a atual. O 5G é a base para a chamada Internet das Coisas – a interação entre diversos tipos de objetos inteligentes, como automóveis, aparelhos domésticos e gadgets de uso pessoal.
O Gtel vem trabalhando em duas tecnologias em parceria com a Ericsson. A primeira é o MiMo, um sistema que utiliza um elevado número de antenas para melhorar a velocidade e a qualidade da transmissão de dados. A UFC vem estudando os transceptores e a inserção de frequências de transmissão elevadas.
A segunda é a chamada D2D (device to device) que trabalha a comunicação direta entre aparelhos próximos para evitar sobrecarga na estrutura de rede. Recentemente, um artigo de pesquisadores do Gtel na área de D2D foi listado como uma das contribuições técnicas mais relevantes para o setor, dentro do projeto METIS 2020, que reúne as grandes empresas da área, como a Nokia, Huwei e a própria Ericsson.
"O Gtel tem desenvolvido nos seus projetos tecnologias que indicam melhorias significativas em partes do processo de transmissão/recepção e tratamento da informação. Estes resultados poderão ser também avaliados no contexto do sistema geral", explica o Prof. Charles Cavalcante, integrante do Grupo, ressalvando, no entanto, que ainda é cedo para afirmar quais tecnologias serão escolhidas para testes no Brasil.

PARCERIA - A partir da experiência com a UFC, a Ericsson decidiu ampliar a relação com as universidades brasileiras e anunciou uma parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade de Campinas (Unicamp) para que elas desenvolvam outra tecnologia de sistemas que se comuniquem automaticamente, sem a participação humana.
O Prof. Charles Cavalcante lembra que o próprio conceito do que será o sistema 5G ainda está em elaboração. Além de várias tecnologias estarem sendo desenvolvidas simultaneamente por empresas e grupos de pesquisas, há o fato de que ainda será necessário definir uma padronização mundial para o sistema 5G. Essa definição deverá ser feita pela UIT, braço da Organização das Nações Unidas, que já estabeleceu o ano de 2020 como data para o lançamento da nova tecnologia.


Fonte: http://www.ufc.br/noticias

siga nas redes sociais
 
VOLTAR
 
GTEL UFC © 2014. Todos os direitos reservados.