Plataforma de tecnologia para melhoria da gestão pública é lançada no Pici por ministro 05/05/2016

Plataforma de tecnologia para melhoria da gestão pública é lançada no Pici por ministro

O primeiro projeto nacional de elaboração de uma plataforma aberta de tecnologia para a Internet das Coisas e suas aplicações foi lançado no Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Ceará pelo ministro das Comunicações, André Figueiredo, na manhã desta quinta-feira (5). O projeto, que cria uma rede de pesquisa com cinco instituições, entre elas a UFC, propõe-se a gerar tecnologia para a melhoria da gestão pública em todo o País.

Chamada de Plataforma IoT (do inglês, Internet of Things), o projeto receberá recursos de R$ 35 milhões do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), operacionalizado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Com desenvolvimento, implementação, testes e demonstrações práticas, o projeto terá duração de três anos.

Veja outras imagens do lançamento da Plataforma IoT no Flickr da UFC

"Esta é uma tecnologia que vem a passos rápidos no mundo. A plataforma que estamos lançando vem dentro do contexto do Programa Brasil Inteligente, a ser lançado pelo Governo Federal na próxima segunda-feira (9), e que se propõe a trazer mais inovação tecnológica ao País, fazendo com que o Brasil seja protagonista nessa inovação", afirmou o ministro na cerimônia, realizada no Auditório Cândido Pamplona, do Centro de Tecnologia. "Temos a grande missão de construir uma plataforma que sirva para o Brasil inteiro", completou.

Imagem: O Vice-Reitor Custódio Almeida afirmou ser uma honra para a UFC ser o espaço de lançamento da Plataforma IoT (Foto: Ribamar Neto/UFC)O Vice-Reitor Custódio Almeida, no exercício da Reitoria, afirmou ser uma honra para a Universidade ser o espaço de lançamento do projeto. "Este Fundo sendo aplicado com foco na administração pública, na inteligência das cidades, é a melhor forma de aplicação destes recursos", destacou, afirmando que a plataforma garantirá mais competitividade e inserção do País no plano internacional.

Pela UFC, participa da Plataforma o Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (Gtel), formado por professores e pós-graduandos de Engenharia de Teleinformática. "O Gtel vai analisar e compor a rede de comunicação sem fio que vai dar suporte à Plataforma. Esta rede é a chave para estes estudos, para aplicar em larga escala estas tecnologias", explica o coordenador do Grupo, Prof. Rodrigo Cavalcanti.

A rede de pesquisa do projeto integra ainda o CPqD, instituição independente focada na inovação com base nas tecnologias da informação e comunicação (TICs), que será o executor do projeto. Também participam o Instituto Atlântico, o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI) e a Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação (FACTI).

A Plataforma IoT trabalhará com o conceito de Cidades Inteligentes, a qual propõe o desenvolvimento sustentável, levando em conta aspectos socioeconômicos, desenvolvimento empresarial e qualidade de vida dos cidadãos. O projeto buscará tecnologias com foco em mobilidade urbana, saúde e segurança pública. "Queremos disseminar os avanços desse projeto a todos os municípios do País", afirmou o presidente do CPqD, Sebastião Sahão Júnior.

Fonte: Prof. Rodrigo Cavalcanti, coordenador do GTEL

siga nas redes sociais
 
VOLTAR
 
GTEL UFC © 2014. Todos os direitos reservados.